Categorias
Numerologia

Numerologia bíblica: qual o significado dos números para a Bíblia?

O que queremos dizer com numerologia bíblica? Vamos destrinchar cada termo para chegarmos a um ponto comum.

Segundo a definição dos principais dicionários, numerologia é o estudo dos significados dos números e sua influência no comportamento humano.

O “bíblico” obviamente se refere ao texto sagrado das escrituras judaico-cristãs. Logo temos “estudo dos significados dos números bíblicos e suas repercussões dentro da narrativa bíblica”.

Tal estudo se fez necessário porque há várias passagens bíblicas nas quais os números são usados de maneira simbólica, de modo a representar a afirmação de um conceito, evocar eventos passados ou anunciar eventos futuros.

Nem todos os números que aparecem nas escrituras têm caráter simbólico.

A maioria representa apenas o valor que o número de fato representa. Por isso, é sempre importante ter ciência do contexto em que o número está sendo empregado, o contexto do versículo em que está inserido.

Este post tem como proposta identificar algumas dessas ocasiões, alguns dos números que são usados recorrentemente na Bíblia de forma simbólica e o que significam dentro da narrativa apresentada.

É importante, entretanto, ressaltar, que tal análise não se confunde com a prática da numerologia convencional, isto é, aquela que é usada por adivinhos para tentar prever o futuro ou ler a sorte de uma pessoa.

A prática de adivinhação é condenada na Bíblia, considerada uma abominação por ser uma atividade comum de povos idolatras.

Isto fica evidenciado nas passagens de Deuteronômio 18:9-11 e 2 Coríntios 6:14-7:1.

Isto posto, veja a seguir estudos sobre a numerologia bíblica.

Numerologia bíblica: um

O número 1 em algumas passagens da Bíblia é empregado para afirmar e pregar unidade.

Exemplo é o versículo de João 17:21 onde Jesus pede que todos sejam um, assim como o seu pai estava com ele.

Numerologia bíblica: dois

Seguindo com o estudo da numerologia bíblica, o numeral dois pode representar, em alguns casos, a confirmação de que algo é verdadeiro ou um governo duplo.

Por exemplo, nas leis do Antigo Testamento fazia parte do sistema jurídico que houvesse ao menos duas testemunhas para confirmar que algo é verdadeiro. Deuteronômio 17:6.

José em Gênesis 41:32 pondera que uma questão apresentada em sonho ao faraó já foi decidida por Deus pelo fato do monarca ter sonhado o mesmo sonho duas vezes. Ou seja, a repetição demonstra que a informação é confiável, autêntica, sem margem para erro, inequívoca.

O número dois também é tratado como uma alusão a um governo duplo, conforme podemos observar ao que foi dito ao profeta Daniel em Daniel 8:20.

Numerologia bíblica

Numerologia bíblica: três

Na antiga lei judaica, se o testemunho de duas pessoas serviam para atestar a veracidade de algo, o três também era usado sob essa lógica. No entanto, seu emprego era utilizado para dá garantia, enfatizar algo.

O uso deste numeral como recurso de ênfase é também visto no Novo Testamento. Um exemplo clássico é a profecia de que Pedro negaria Jesus por três vezes depois da traição de Judas.

Essa passagem enfatiza a fraqueza de Pedro diante da ameaça de ser acusado de cumplicidade com um criminoso, aos olhos do governo Romano.

Também é possível interpretar que o episódio é uma demonstração da solidão de Jesus nas suas últimas horas de vida terrena, de como cabia só a ele enfrentar o fardo de suportar os pecados da humanidade.

Numerologia bíblica: quatro

Seguindo coma análise da numerologia bíblica, o número quatro em alguns trechos das Escrituras Sagradas é usado no contexto de representar algo que cumpre plenamente o seu objetivo.

As passagens bíblicas de Isaías 11:12 e Revelação 7:1 deixam isso claro ao se referir aos quatro ventos da terra.

Eles representam forças destrutivas que são lançados dos quatro cantos da Terra, dos quatro pontos cardeais, de modo a cobrir toda a Terra, não deixando nada fora de alcance.

O número 6

O seis no simbolismo bíblico representa um número incompleto, portanto, é sinônimo, em muitos casos de imperfeição. Por isso, comumente é associado aos inimigos de Deus.

O número 7

Prosseguindo com a numerologia bíblica, o sete se apresenta como oposto do número seis. Se este é tido como incompleto, o sete é a completude, passa a ideia de algo completo.

Vemos exemplo desse simbolismo em Josué 6:15, quando Deus ordena os israelitas a marcharem por sete dias em volta de Jericó e por sete vezes no sétimo dia.

Vemos vários exemplos do emprego do número sete ao longo do relato bíblico com tal significação.

Um dos mais conhecidos é logo no começo do primeiro livro da Bíblia, Gênesis, onde é informado que Deus completou a sua grande obra, o planeta Terra, e descansou no sétimo dia.

Outro grande exemplo é o ensinamento de Jesus para Pedro que este deveria perdoar não sete, mas “até setenta e sete vezes” os seus irmãos. Vemos que o sete é empregado para denotar algo que não tem limite.

O número 10

Analisando os trechos de Êxodo 34:28, Lucas 19:13 e Revelação 2:10 o dez na sua forma simbólica na Bíblia é recorrido para expressar uma totalidade, a soma de algo.

O número 12

Seguindo com a numerologia bíblica, o número doze passa a ideia de algo completo. Entretanto, diferente dos números quatro e sete, o número doze faz referência a algo que foi organizado e instituído por Deus. O mesmo para os casos de múltiplos de doze.

Um exemplo notório desse simbolismo se verifica com os doze filhos de Jacó que se tornaram os pais das doze tribos de Israel.

Outro exemplo são os primeiros apóstolos de Cristo, doze, que ajudaram a guiar os primeiros cristãos.

Passagens que ilustram bem essa simbologia são Gênesis 49:28, Revelação 21:14 e 4:4 e 7:4-8.

O número 40

Esse número faz parte dos numerais que não são um bom sinal dentro do texto bíblico. Costuma ser empregado de forma simbólica para representar períodos de julgamento ou condenação.

Um caso clássico é o do dilúvio na qual Deus falou a Noé que faria chover na Terra por quarenta dias e quarenta noites.

Gostou deste conteúdo sobre numerologia bíblica? Então curta, compartilhe, avalie. Seu apoio e sua opinião são muito importantes para nós e fazem toda a diferença! Leia mais de nosso conteúdo aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *